domingo, 20 de fevereiro de 2011

Desporto


Desporto ou Desporte ou Esporte  é uma atividade física ou mentalregulamentos e que geralmente visa a competição entre praticantes. Para ser esporte tem de haver envolvimento de habilidades e capacidades motoras, regras instituídas por uma confederação sujeita a determinados regente e competitividade entre opostos.
Algumas modalidades esportivas se praticam mediante veículos ou outras máquinas que não requerem realizar esforço, em cujo caso é mais importante a destreza e a concentração do que o exercício físico. Idealmente o esporte diverte e entretém, e constitui uma forma metódica e intensa de um jogo que tende à perfeição e à coordenação do esforço muscular tendo em vista uma melhora física e espiritual do ser humano. As modalidades esportivas podem ser coletivas, duplas ou individuais, com ou sem adversário.
Também podemos definir esporte como um fenômeno sociocultural, que envolve a prática voluntária de atividade predominantemente física competitiva com finalidade recreativa ou profissional, ou predominantemente física não competitiva com finalidade de lazer, contribuindo para a formação, desenvolvimento e/ou aprimoramento físico, intelectual e psíquico de seus praticantes e espectadores. Além de ser uma forma de criar uma identidade esportiva para um inclusão social.
A atividade esportiva pode ser aplicada ainda na promoção da saúde em âmbito educacional, pela aplicação de conhecimento especializado em complementação a interesses voluntários de uma comunidade não especializada.

sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

Necessidades Nutricionais no Exercício Físico



Cada tipo de exercício físico utiliza diferentes quantidades de energia, dependendo de sua intensidade, duração e freqüência. Outros fatores que devem ser considerados são a idade, sexo, altura, grau de maturidade e suas características individuais.
A alimentação dependerá do tipo e quantidade de exercício praticado. Quanto mais ativa a pessoa, maior suas necessidades calóricas, podendo variar de 1.200Kcal a 3.000 Kcal diárias. É necessário, contudo, cuidar para que não haja o consumo de calorias em excesso, pois, esse excesso será armazenado em forma de gordura, gerando o excesso de peso e a obesidade.
O organismo precisa receber todos os tipos de nutrientes para se manter adequado. Cada um deles possui sua função específica, como:
- Carboidratos: a principal função deste grupo é o fornecimento de energia para a célula trabalhar. Com isso, é de grande importância o consumo de 50% a 60% do valor calórico diário em forma de carboidratos e assim, ter reservas de energia para execução do exercício físico. As fontes desse grupo encontram-se em açúcares e massas em geral;
- Proteínas: são os principais compostos das células, hormônios e sistema imunológico. O consumo diário deve alcançar 10% a 15% do valor calórico total e podem ser encontrados em carnes, leite, ovos e derivados. Seu consumo é fundamental para a saúde de nosso organismo. É preciso, entretanto, tomar cuidado com o excesso de proteína, pois, podem gerar sobrecarga hepática, problemas no rim, entre outras complicações.
Os aminoácidos que formam a proteína, estão sendo muito utilizados, em academias para o ganho de massa muscular. Mas quando utilizados indevidamente, geram resultados contrários ao esperado. É preciso tomar muito cuidado!
- Lipídios: são considerados o melhor combustível para o organismo durante o exercício físico. Nos primeiros 20 minutos da atividade física são queimados os carboidratos que possuímos em nosso organismo, logo após começam a ser usadas as reservas de gorduras (lipídios) para se obter energia. Deve ser consumido 25% a 30% do valor calórico diário em forma de lipídios.
- Vitaminas e Minerais: esse grupo, em quantidades pequenas, conseguem desempenhar suas funções, mas suas deficiências interferem no desempenho do atleta, assim como seu excesso;
Pode-se concluir que todos os nutrientes, em suas quantidades adequadas, são essenciais para a boa performance do atleta. Deve-se seguir uma alimentação balanceada e procurar ingerir todos os nutrientes nas quantidades corretas.
Por Cristiane Zoller

Ginástica Laboral


O trabalho contínuo em uma mesma atividade pode causar alguns problemas à  saúde de qualquer trabalhador. Todas as atividades tem suas particularidades, e cada uma precisa e merece seus cuidados. O que acontece atualmente, principalmente devido à exigência do mercado de trabalho por produtividade, é que os trabalhadores empenham-se em serem bons profissionais e se esquecem de cuidar da saúde física e mental.
A ginástica laboral tem o objetivo de manter a saúde dos funcionários de determinado local de trabalho através de exercícios físicos direcionados para aquela atividade profissional e feitos durante o expediente. Esta atividade deve ser acompanhada e orientada por um profissional da saúde física (um educador físico), para que obtenham-se os resultados esperados.
Além de diminuir a carga de estresse por interromper o trabalho, a ginástica laboral ainda evita o sedentarismo. Esta prática pode pode melhorar muito o desempenho de um funcionário, além de evitar lesões por esforço repetitivo (LER) e outras doenças provocadas pelo trabalho contínuo e a falta de exercícios físicos. Por conta destes benefícios, ela ajuda a diminuir o afastamento dos funcionários da empresa.
A ginástica é composta por exercícios físicos, alongamentos, relaxamento muscular e flexibilidade das articulações, e é uma prática coletiva, promovendo a descontração e interação entre os colegas de trabalho. Além disso, ela age psicologicamente, ajudando a aumentar o poder de concentração e motivando-os em sua auto-estima.
Não precisamos ser experts para saber que, agindo dessa maneira sobre os empregados, a ginástica influenciará também no faturamento da empresa, pois esta terá uma produtividade muito maior.
Por Araújo, A. Ana Paula de

Principais Benefícios

  • Promove o combate e prevenção das doenças profissionais;
  • Promove o combate e prevenção do sedentarismo, estresse, depressão, ansiedade, etc;
  • Melhora da flexibilidade, força, coordenação, ritmo, agilidade e a resistência, promovendo uma maior mobilidade e melhor postura;
  • Promove a sensação de disposição e bem estar para a jornada de trabalho;
  • Reduz a sensação de fadiga no final da jornada;
  • Melhora da auto-estima e da auto-imagem;
  • Combate as tensões emocionais;
  • Melhora da atenção e concentração as atividades desempenhadas;
  • Favorece o relacionamento social e trabalho em equipe;
  • Melhoria das relações interpessoais;
  • Reduz os gastos com afastamento e substituição de pessoal;
  • Diminui afastamentos médicos, acidente e lesões;
  • Melhora da imagem da instituição junto aos empregados e a sociedade;
Fontes:
http://www.copacabanarunners.net/ginastica-laboral.html